É Natal!

“Todo menino quer ser homem. Todo homem quer ser rei. Todo rei quer ser Deus. Só Deus quis ser menino.” Leonardo Boff

É Natal! Esse é mais novo single da banda Tanlan! Ele foi lançado com a intenção de ajudar o Lar Restaurar, que cuida de crianças em situação de risco na Grande Porto Alegre. Você pode comprá-lo em sua loja digital preferida. Para mais informações acesse: http://tanlan.com.br/v2/

 

Anúncios

Devemos comemorar o natal?

Olá amigos, tudo bem? Estava bolando algumas coisas para escrever sobre o natal, foi então que li um belíssimo texto no Voltemos ao Evangelho falando sobre comemorar (ou não) o natal. Gosto de criar meus próprios textos, mas esse merece um “Ctrl+C – Ctrl+V” =P

Muito se tem falado contra o Natal. Os principais argumentos são (1) origens pagãs ou católicas, (2) a influência mercadológica nos dias de hoje e (3) uma suposta violação do princípio regulador do culto. Apesar de haverem pontos válidos, no VE não cremos que haja qualquer impedimento bíblico para os cristãos comemorarem o nascimento de Cristo – atenção, comemorar o nascimento de Cristo – em uma data qualquer (ou no dia 25 de Dezembro). Iremos abaixo apresentar resumidamente alguns argumentos e referências sobre o assunto.

Em 2010 postamos um texto de John Piper onde ele trata sobre a relevância da origem pagã do Natal. John MacArthur respondendo a pergunta “os cristãos devem celebrar o natal?” argumenta:

As Escrituras não ordenam especificamente que os crentes celebrem o Natal — não há “Dias Sagrados” prescritos que a igreja deva celebrar. De fato, o Natal não era observado como uma festividade até muito após o período bíblico. Não foi antes de meados do século V que o Natal recebeu algum reconhecimento oficial.

Nós cremos que o celebrar o Natal não é uma questão de certo ou errado, visto que Romanos 14:5-6 nos fornece a liberdade para decidir se observaremos ou não dias especiais:

Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente convicto em sua própria mente. Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz. E quem come, para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e quem não come, para o Senhor não come, e dá graças a Deus (Romanos 14: 5-6).

De acordo com esses versos, um cristão pode, legitimamente, separar qualquer dia — incluindo o Natal — como um dia para o Senhor. Cremos que o Natal proporciona aos crentes uma grande oportunidade para exaltar Jesus Cristo.

Mark Driscoll diz que quando se trata de questões culturais os cristãos têm três opções: Rejeitar, Receber ou Redimir.

Receber – Há coisas na cultura que fazem parte da graça comum de Deus a todas as pessoas, as quais um cristão pode simplesmente receber. É por isso que, por exemplo, estou digitando em um Mac e vou postar neste blog na internet sem ter que procurar um computador ou um formato de comunicação expressamente cristãos.

Rejeitar – Há coisas na cultura que são pecaminosas e não benéficas. Um exemplo é a pornografia, que não tem valor redentor e deve ser rejeitada por um cristão.

Resgatar – Há coisas na cultura que não são ruins em si mesmas, mas podem ser usadas de uma forma pecaminosa e, portanto, precisam ser resgatadas pelo povo de Deus. Um exemplo que teve grande repercussão na mídia é o prazer sexual. Deus fez nossos corpos para, entre outros fins, o prazer sexual. E, embora muitos tenham pecado sexualmente, como cristãos, devemos resgatar este grande dom e todas as suas alegrias, no contexto do casamento. [1]

Dentro dessa perspectiva, há aqueles que rejeitam o Natal (e não há problema nenhum, desde que se atentem as repreensões de Paulo em Romanos 14). Cremos, contudo, que temos a oportunidade de resgatar esta festividade, usando-a para os seguintes fins:

Primeiro, a temporada de Natal nos lembra das grandes verdades da Encarnação. Recordar as verdades importantes sobre Cristo e o evangelho é um tema prevalecente no Novo Testamento (1 Coríntios 11:25; 2 Pedro 1:12-15; 2 Tessalonicenses 2:5). A verdade necessita de repetição, pois nós facilmente a esquecemos. Assim, devemos celebrar o Natal para recordar o nascimento de Cristo e nos maravilhar ante o mistério da Encarnação.

O Natal também pode ser um tempo para adoração reverente. Os pastores glorificaram e louvaram a Deus pelo nascimento de Jesus, o Messias. Eles se regozijaram quando os anjos proclamaram que em Belém havia nascido um Salvador, Cristo o Senhor (Lucas 2:11). O bebê deitado na manjedoura naquele dia é nosso Senhor, o “Senhor dos senhores e Rei dos reis” (Mateus 1:21; Apocalipse 17:14).

Finalmente, as pessoas tendem a serem mais abertas ao evangelho durante as festividades de Natal. Devemos aproveitar desta abertura para testemunhar a eles da graça salvadora de Deus, através de Jesus Cristo. O Natal é principalmente sobre o Messias prometido, que veio para salvar Seu povo dos seus pecados (Mateus 1:21). A festividade nos fornece uma maravilhosa oportunidade para compartilhar esta verdade.

Embora nossa sociedade tenha deturpado a mensagem do Natal através do consumismo, dos mitos e das tradições vazias, não devemos deixar que estas coisas nos atrapalhem de apreciar o real significado do Natal. Aproveitemo-nos desta oportunidade para lembrar dEle, adorá-Lo e fielmente testemunhar dEle. [2]

Para ler o restante da matéria CLIQUE AQUI!

Grande abraço a todos! Um feliz Natal!
E aguarde, 2014 tá chegando, e novidades vem por aí! (;

Feliz …Natal… Infeliz! ???

Feliz Natal para você! Feliz natal para mim! Enquanto outras pessoas passam fome… Enquanto pais estão desempregados…!

O que dizer dessa data utilizada pelo comercio para lucrar lucrar e lucrar $$$ ???

Será que as pessoas realmente sabem o verdadeiro significado? Bom, há várias versões sobre natal, inclusive versões que digam que o natal é uma festa pagã adaptada pela igreja católica romana. Enfim, o que importa não é se é pagã ou não, se é o dia que Jesus nasceu ou não, mas sim que é um dia mais feliz do que o comum, onde o amor prevalece em todas as casas! É, ou pelo menos deveria ser…

E pessoas que compram presentes caríssimos, e ainda se dizem cristãs, não se sensibilizam com o pai desempregado, com a criança deixada na rua, com as pessoas que não tem o que comer… Não estou dizendo que devemos deixar nossa zona de conforto, ou estou? Entenda como quiser. Mas nós como cristão temos como obrigação ajudar o próximo, AMAR o próximo… E então, o que estamos fazendo? Será que estamos fazendo o que Jesus gostaria que fizéssemos?

Quem não gosta de presentes? Todos gostamos, não é? Mas, imagine uma pessoa que não tem condições de ter algo decente para comer, ou um pai que não tem condições de comprar um presente ou de pagar um banquete de natal que a mídia enfia em nossas cabeças… Imagine se uma dessas pessoas ganha um presente, seja alimento, seja algum bem material, de uma pessoa que não esteja fantasiado de vermelho, também fruto do comercio, da mídia. De uma pessoa que fale do Amor, que fale de Jesus, que fale coisas boas! Imagine! Cara, às vezes eu acho que sonho com coisas impossíveis. Às vezes eu fico pensando, como uma igreja pode se desviar tanto assim dos ensinamentos de Jesus…? Onde está a Igreja, para incentivar as pessoas a fazer o bem… Onde está a Igreja, para fazer o bem?

Eu ainda consigo imaginar um mundo melhor. Eu ainda acredito que há solução! Eu ainda acredito que nem tudo se perdeu! O futuro está em nossas mãos! Cabe a nós ajudar, plantar uma pequena semente, para que aos poucos o mundo comece a mudar, para melhor é claro.

 

Acho que o texto de hoje ficou um pouco confuso, sei lá, o que veio na cabeça eu escrevi… Qualquer dúvida ou opinião deixe nos comentários, ou entre em contato via e-mail, ou Facebook! Terei o maior prazer em tirar suas dúvidas, dentro do possível, claro! :)

 

Deixo aqui ainda, a música Uma noite de Paz, da banda Fruto Sagrado. Acho que expressa um pouco da minha indignação:

Você já esqueceu do aniversário de quem você ama?
Já esqueceu o nome de alguém que te ama?
Mas chega o fim do ano e é tudo igual
Eu acho que vocês acham que eu sou débil mental
São mais de trezentos dias debaixo da opressão
Medo da guerra, da bala perdida, medo do medo da solidão
Eu vejo os shoppings lotados, ruas lotadas
E avenidas decoradas por corações vazios

Feliz Natal! Pra criança deixada na rua
Noite infeliz! Pra aquele que não tem o que comer
Feliz Natal! Pro pai desempregado
Noite sem paz! Pra aquele que a morte veio ver
Uma noite de paz
Uma noite
Uma noite de paz

Estava desconfortável, escuro e frio
O cheiro dos animais invadia o curral
Onde a virgem Maria trouxe ao mundo
O Príncipe da Paz, o único capaz
De transformar o caos em harmonia
A tempestade em calmaria
Corações sujos como aquela estrebaria
Em um lindo shopping center decorado pro Natal

Feliz Natal! O Natal que muita gente esqueceu
Noite infeliz! Pra quem ainda não veio pra festa
Feliz Natal! O mundo é quem ganhou o presente
Noite sem paz! Pra quem esqueceu daquele que nunca te esqueceu!

Feliz Natal! Deixe-o nascer em seu coração
Noite Feliz! O passado fica pra trás
Feliz Natal! Você é o presente de Deus
Noite de paz! A morte morreu de medo ao ver Jesus nascer

Uma noite de paz
Muito mais que uma noite de paz

 

Grande abraço! Fiquem com Deus!

Até a próxima.